Reabilitação de Casa no Outeiro

Santa Maria, Açores. 2017 | promotor imobiliário BuildingAzores


 previous arrow previous arrow
 next arrow next arrow
Full screenExit full screen
 previous arrow next arrow
Slider

A intervenção tem como objetivo a recuperação de uma casa típica mariense, através da reorganização dos seus espaços interiores e de uma pequena ampliação que albergará dois quartos, lavandaria e instalação sanitária. Procurou-se criar um diálogo entre a pré-existência e a ampliação, onde esta envolve a casa típica a norte e nascente e a cobertura da pré-existência se prolonga até nascente, como que abraçando o novo volume da construção. Esse abraço é sublinhado pelos materiais e cores utilizadas, pela forma como se abrem os novos vãos e como o amarelo dos socos da pré-existência envolve essa ampliação, utilizando a linguagem e plasticidade distinta. A nascente, um nicho revestido pelo interior a amarelo, rompe o plano contínuo do alçado, criando uma espécie de caixa de luz que irá projetar para o interior as cores da casa típica que existiam apenas no exterior. A sul, o limite da moradia pré-existente é lembrado pelo posicionamento do novo vão, lugar onde terminava a antiga construção e onde agora se inicia o novo tempo arquitetónico do edifício.

Santa Maria, Açores. 2017

promotor imobiliário BuildingAzores


 previous arrow previous arrow
 next arrow next arrow
Full screenExit full screen
 previous arrow next arrow
Slider

A intervenção tem como objetivo a recuperação de uma casa típica mariense, através da reorganização dos seus espaços interiores e de uma pequena ampliação que albergará dois quartos, lavandaria e instalação sanitária. Procurou-se criar um diálogo entre a pré-existência e a ampliação, onde esta envolve a casa típica a norte e nascente e a cobertura da pré-existência se prolonga até nascente, como que abraçando o novo volume da construção. Esse abraço é sublinhado pelos materiais e cores utilizadas, pela forma como se abrem os novos vãos e como o amarelo dos socos da pré-existência envolve essa ampliação, utilizando a linguagem e plasticidade distinta. A nascente, um nicho revestido pelo interior a amarelo, rompe o plano contínuo do alçado, criando uma espécie de caixa de luz que irá projetar para o interior as cores da casa típica que existiam apenas no exterior. A sul, o limite da moradia pré-existente é lembrado pelo posicionamento do novo vão, lugar onde terminava a antiga construção e onde agora se inicia o novo tempo arquitetónico do edifício.

Close Menu